HOME
LOCAL DOS PAIS
- Educação dos Pais
- Psicologia Espiritual
LOCAL DAS CRIANÇAS
CONTATO


Montessori para as idades de seis a doze anos

Para muitas crianças, esses anos de seis a doze são os anos gloriosos – uma época de calma, crescimento estável e expansão de interesses. Com aproximadamente seis a sete anos de idade, as crianças experimentam uma transformação maior. Essa transformação conduz da mente absorvente como esponja da primeira infância à mente racional, pensante do adulto.


(menina de 6 anos fazendo adição de polinômios com contas)

Este é o período em que as crianças desenvolvem habilidades do pensamento lógico. Elas precisam pensar e estudar conscientemente a fim de aprender. Durante o estágio da mente absorvente, o aprendizado acontece quase automaticamente pela exposição, mas a mente racional precisa estar conscientemente engajada no processo de aprendizagem.

Maria Montessori identificou três impulsos principais de desenvolvimento nos anos da escola primária. Primeiro, a criança desenvolve um apetite voraz por fatos. Segundo, a criança entra no período de formação moral e começa a fazer perguntas sobre certo e errado. Terceiro, sua imaginação torna-se seu instrumento de aprendizado mais poderoso. Para alimentar essa mente faminta e imaginação ativa, Maria Montessori sugere que as crianças precisam da visão do universo inteiro, começando com o sistema solar, a história e geografia da Terra. Somente uma visão do universo oferece uma estrutura para a compreensão de todas as partes componentes. No nível moral, isso ajuda as crianças a começarem a compreender que elas são parte de um todo integrado.

Montessori apresenta uma ótima idéia para a educação dirigida: “O segredo do bom ensino é considerar a inteligência da criança como um campo fértil no qual podem-se plantar sementes, que crescerão sob o calor da imaginação flamejante. Nossa meta, portanto, não é meramente fazer a criança compreender, e muito menos forçá-la a memorizar, mas tocar de tal forma a sua imaginação que a entusiasme no mais íntimo do seu ser.” (Montessori, 1967, pg. 15)

Embora a educação primária de Montessori tenha um foco muito forte na realização acadêmica, Maria Montessori acreditava que a educação é muito mais do que um currículo de informação. Uma vez que o interesse tenha sido despertado em alguma área do currículo, as crianças trabalham por sua própria vontade, por amor ao aprendizado, e não para cumprir requisitos. Elas ficam empenhadas no desenvolvimento pessoal e não só na preocupação de passar nos testes. Essa é a gênese da aprendizagem vitalícia, que dura toda a vida. Uma vez que penetrem profundamente em uma área, as crianças podem ver mais facilmente as conexões e podem encontrar novos interesses em outras áreas do currículo.

O programa de Montessori para a escola primária é tão amplo quanto profundo em seu alcance. Muitas crianças entram na escola primária vindas da pré-escola montessoriana, onde já aprenderam habilidades básicas de alfabetização e matemática. Com essa base, as crianças continuam a aprender/ desenvolver habilidades cada vez mais difíceis na leitura, na escrita e na matemática, e as aplicam nos projetos continuados.

Senda para Famílias © Copyright 2009 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por AD&R Web